A Bíblia é a história de amor de Deus com seu povo.

Deus chama, persegue, perdoa e cura. Mesmo nossa resposta a seu amor é dádiva dEle. 

Isso soa para você como uma religião fácil? 

O amor tem suas próprias exigências. Ele não pesa e não poupa nada, mas espera tudo. Talvez isso explique nossa relutância em arriscar. Sabemos muito bem que o evangelho da graça é um irresistível chamado a amarmos da mesma forma. Não é de admirar que muitos de nós escolham entregar a alma a regulamentos em vez de viver em união com o Amor. 

Não há maiores pecadores do que os supostos cristãos que desfiguram a face de Deus, mutilam o evangelho da graça e intimidam os outros através do medo. Eles corrompem a natureza essencial do cristianismo. Na frase contundente de Eugene Peterson: "Eles estão dizendo mentiras sobre Deus, e malditos sejam". 

A igreja está numa encruzilhada crítica. O evangelho da graça está sendo transtornado e comprometido através de silêncio, sedução e franca subversão. A vitalidade da fé está ameaçada. Os slogans mentirosos que empunham a religião como uma espada multiplicam-se com impunidade. 

Maria Madalena destaca-se como testemunha por excelência do evangelho. Na Sexta-feira Santa ela assistiu o homem que ela amava ser assassinado da forma mais brutal e desumana. O foco da sua atenção não estava, no entanto no sofrimento, mas no Cristo sofredor, "que me amou e a si mesmo se entregou por mim" (Gl 2:20). O amor de Jesus era uma realidade ardente e divina para ela: ela estaria soterrada na história como meretriz anônima não fosse o encontro com Cristo. 

Ela não possuía qualquer compreensão de Deus, de igreja, de religião, de oração ou de ministério a não ser nos termos do Homem Santo que a amara e entregara a si mesmo por ela. O lugar único que Madalena ocupa na história do discipulado não se deve a seu misterioso amor por Jesus, mas à miraculosa transformação que o amor dEle produziu em sua vida. Ela simplesmente permitiu-se ser amada. 

Quando proclamava o evangelho da graça, Jesus pregava sobre o poder de Deus a partir da fraqueza humana. Foi isso que converteu o mundo romano e converterá a nós, e as pessoas a nosso redor, se virem que o amor de Cristo nos tocou. 

A igreja precisa juntar-se a Madalena no testemunho de que o cristianismo não é primariamente um código moral, mas um mistério permeado de graça; não é essencialmente uma filosofia do amor, mas um caso de amor; não é agarrar-se com unhas e dentes a regras, mas é receber um presente de mãos abertas. Como C. S. Lewis gostava de dizer: as pessoas precisam ser mais lembradas do que instruídas. 

Brennan Manning 
[Trecho extraído do livro “O Evangelho Maltrapilho”]


Pobre é o país que possui poucos exemplos a seguir. 
Pior é que estes exemplos existem. 
Nossa cultura, nossas universidades, nossa imprensa não têm o hábito de divulgá-los.

O grande exemplo para seus filhos será sempre você e seu cônjuge.

É assustador, não é?

Mas eles irão aprender muito mais de você do que você imagina.

Por isto ter filhos com idade mais avançada hoje em dia é um avanço, não um problema.

Supõe-se que com idade mais avançada você já tem valores e uma ética definida e sedimentada.

Espera-se que aos 34 anos você já tenha uma visão de mundo correta para ensinar a seus filhos.

Que será um exemplo forte, forte o suficiente para resistir às mentiras que serão ditas nas universidades.

Seu filho aprenderá com você como lidar com erros, incertezas e as flutuações da vida.

Ele aprenderá com você como lidar com revezes, se você se desespera ou continua em frente.

Em vez de se preocupar com a escola e universidade de seu filho, preocupe-se um pouco mais com o que é ensinado em casa.

Enfim...

Dê sempre o exemplo!!! Tão simples, mas às vezes tão difícil se colocarmos em prática. Este é um lembrete para tudo nesta vida, se vc quer que seu filho aprenda algo, ensine com o seu exemplo.

*E pra terminar deixo alguns ensinamentos que farão toda diferença na vida de qualquer filho:

Ensina a teu filho que pioneiros e profetas, de Jesus a Tiradentes, de Francisco de Assis a Nelson Mandela, são invariavelmente tratados, pela elite de seu tempo, como subversivos, malfeitores, visionários.

Ensina a teu filho que a uma pessoa bastam o pão, o vinho e um grande amor. Cultiva nele os desejos do espírito, a reverência pelos mais velhos, o cuidado da natureza, a proteção dos mais frágeis. 

Saiba o teu filho escutar o silêncio, reverenciar as expressões de vida e deixar-se amar por Deus que o habita.

Juliano Fabricio
um pai em constante formação


Tanta teologia, tanta tomada de partido, tanta verdade absoluta de alguns, tanta formação de guetos e tantos e mais tantos... enfim...

Chega de atitude nós contra eles, 

Chega tanto narcisismo ministerial,

Chega de paranóia, (somente um ex: A culpa é deles, tão diferentes de nós. Eles atraem a ira de Deus. Se deixarmos esse povo continuar, eles podem representar o fim do nosso estilo de vida.)

Chega dessa lógica ensimesmada do meu mundinho,

Chega de hermetismo. (O conhecimento de outros povos, além das fronteiras do nosso grupo, é visto como uma ameaça à verdade. Desenvolve-se não apenas medo ao saber, mas ódio.)

...e nessa confusão toda, alguns com uma frase ou uma ilustração traduzem bem melhor o que no fundo interessa de fato.

Santa subjetividade!!!

"Quem me dera
ao menos uma vez
Que o mais simples
Fosse visto como o mais importante..."

Juliano Fabricio
Aprendiz de subjetividades


Jesus não promete que num piscar de olhos nós nos tornaremos pessoas totalmente diferentes, com gostos, atitudes e pontos de vista modificados. 

Paulo deixa muito claro que os nossos “eus” verdadeiros serão revelados, e que, uma vez que pecados, hábitos, intolerâncias, orgulho e ciúme são impedidos de entrar, para alguns não restará muita coisa.

E muito comum ouvir conversas sobre o céu em termos de quem “entra” ou de “como entrar”. Mas, na verdade, Jesus está interessado em ver nossos corações transformados para que possamos lidar com o céu. Retratar o céu com êxtase, paz e alegria infinita é uma bela imagem, mas levanta a questão: quantos de nós estariam aptos, da maneira com somos hoje? Como entraríamos em um mundo que não comporta o cinismo, a difamação, a preocupação ou o orgulho?

É importante ter em mente que o céu pode ser uma espécie de ponto de partida, um aprendizado sobre como tornar-se humano novamente.

Para entender melhor o que disse vamos imaginar uma mãe solteira que tenta criar seus filhos trabalhando em vários lugares e luta para conseguir ajuda do pai das crianças, que costumava a bater nela. Essa mulher é fiel e devotada aos filhos. Apesar das circunstancias, nunca deixa de acreditar que eles podem ser criados num lar de amor e romper com o ciclo da disfunção e do abuso. Ela não sai para se divertir, nunca tira férias, e o dinheiro não sobra para comprar alguma coisa para si. Dorme poucas horas por noite e no dia seguinte repete a dura rotina de cozinhar, trabalhar, lavar, pagar as contas, trabalhar mais, até desabar na cama, exausta, tarde da noite. 

Que historia brilhante, pungente, subversiva, pesada e totalmente real.

Essa mulher tem sido fiel àquilo que recebeu. Ela tem caráter e integridade. Nunca desiste. É carinhosa e amorosa mesmo quando está esgotada. 

Uma mulher como essa é confiável.

Será que é esse tipo de ultimo que Jesus disse que será o primeiro?

Será que Deus perguntará a ela “Você é o tipo de pessoa com quem eu posso contar na terra”?

Enfim... o desenvolvimento espiritual mais elevado está em ser "comum". 

...mas hoje em dia quem quer ser comum!!!

Fica a pergunta e a reflexão... (pense)

Juliano Fabricio
pensando no céu de uma maneira diferente.


[Reza a lenda que a primeira marcha para Jesus foi feita entre Jerusalém e Jericó.]

Foi inclusive nessa marcha acelerada, sem propósito e representada por todo tipo de religiosos que nos deparamos com um tal bom samaritano que foi o único que entendeu o que de fato importava ser feito nessa trajetória. 

*Infelizmente nesse tipo de marcha não tem espaço para bons samaritanos, (A IMAGEM ACIMA FALA POR SI)
 
muito menos para JESUS (explico...)

Consiste em que se um dia alguém, para ajudar um faminto, sedento, doente, preso, estrangeiro ou nu, se aproximou dele de cima para baixo, achando-se ele mesmo o messias, esse não O achará. 

Por outro lado, aqueles que, para ajudar, se aproximaram de um faminto, sedento, doente, preso, estrangeiro ou nu, despretensiosamente, de baixo para cima, O acharão, sem nem saber ou procurar. 

Curiosamente o Messias estará na pele do necessitado
e não na do caridoso, 
na do fraco
e não na do forte, 
na do salvado 
e não na do salvador (se não entendeu ainda, leia Mt 25:35).

Juliano Fabricio
passando de largo desse tipo de marcha!!!
[Ps: se não me engano Jesus está na pele desse mengido deixado à margem]


Sintomático, simplista talvez, mas capta a essência da coisa: o que deveria ser amor, paz, liberdade e libertação, do outro e para o outro, degenerou-se em fundamentalismo e violência. E tudo isso por e para uma suposta entidade a quem chamam "Deus". Mas quão distante esse tipo de mentalidade está de captar algo tão simples e tão complexo:

"Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. (...) Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso, pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê" (1João 4.7, 20).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Eu apoio - Conheça (+)

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Carregando...

Siga-me por Email

Marcadores

#pronto falei (230) #Provocações (220) #Word (55) @provérbios (26) Administração (57) Amor (247) Arte (267) Atitude (483) Boas notícias (117) Bíblia (98) Contra Cultura (136) cristianismo inteligente (549) Curiosidade (105) Dicas (46) Estudo (83) Familia (54) Fundamentos (307) GRAÇA (133) humor (86) Igreja (139) imagem que vale post (31) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (39) Missão integral (101) modelos (158) Nooma (6) Opinião (311) Oração (34) Politica (48) Polêmica (90) Protesto (136) Questionamentos (459) Recomendo (129) Relacionamento (271) relevante (332) Religião (66) Solidariedade (57) Teologia (168) Videos (385)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 9149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações