Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho que, na realidade, não é o evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas os estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo. Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado! Gálatas 1:6-8

Que evangelho fedido, corrupto, legalista e financeiro é esse?

Um evangelho de “deposite na conta de Deus, que Ele vai fazer o teu dinheiro render em 1 milho de reias em barras de ouro, que valem mais do que dinheiro”

Um evangelho que misturas coisas na Água Viva (Jesus) para dar um sabor diferente, e assim Ele acaba não saciando a sede da alma.

Um evangelho de Casa Grande para os “Lideres espirituais” e senzalas para os fiéis escravizados.

Um evangelho do “Eu decreto”, “Eu determino” e ponho Deus contra a parede.

Um evangelho que não tem boa notícia, e sim notícia na mídia.

Um evangelho que estabelece “castas espirituais” quando discrimina pessoas ou classifica pecados em 
escalas.

Um evangelho cansativo, caduco e humano.

Um evangelho sem Jesus.

Um não evangelho.

Não!

Ed René Kivitz - TALMIDIM

#toda quinta feira um vídeo novo.

TALMIDIM é o tema que escolhi para as Reflexões Semanais deste ano a respeito dos conceitos fundamentais da espiritualidade cristã, tendo como referência a relação de Jesus de Nazaré com os seus talmidim. Convido você a colocar o pé na estrada e me acompanhar nessa aventura de seguir a Jesus. via: edrenekivitz


Uma vez cheguei em casa e ela me perguntou:

– Você, que é padre, você já viu Deus?

– Mãe, a gente não vê Deus.

– Mas como, você, tantos anos padre, não viu Deus? Isso é uma vergonha para o padre!

– Mãe, a senhora vê?

– Lógico que eu vejo Deus. De vez em quando tem o pôr-do-sol, aquelas nuvens, fico olhando e ele passa com aquele manto, sorrindo, e atrás vem teu pai que já morreu, sempre olhando pra mim e rindo, e eu fico uma semana inteira com alegria no coração. – E me olhava com tristeza infinita – Como é possível que os padres não vêem Deus?

Leonardo Boff, falando sobre sua mãe.


[Meu pai] dizia:

– Deus inventou os padres, o sacerdócio. O diabo inventou o clero. O clero tem de ser enforcado com a tripa do último padre, porque a desgraça é o clero na Igreja (risos).
Então, ele já nos ensinava essas coisas desde pequeninos. Eu fui para o seminário dizendo:

– Olha, o clero tem de ser enforcado (risos).
Quase me mandam de volta! Uma frase que sempre guardo dele é:

– A Igreja Católica vive daquilo que Jesus não quis – isto é, poder, instituição, aparato. – A referência nossa tem de ser a Bíblia, porque ela é a palavra de Jesus, lá você não vê poder, não vê nada disso.

Leonardo Boff, falando sobre seu pai.


No pátio do templo viu alguns vendendo bois, ovelhas e pombas, e outros assentados diante de mesas, trocando dinheiro”. João 2

Havia muitos judeus que moravam distante do Templo de Jerusalém e que precisavam fazer longas e dispendiosas viagens e levar, além de toda provisão, os animais para o sacrifício, alguns de grande porte.

A ideia dos líderes religiosos foi de oferecer os animais à entrada do Templo, assim os fiéis não precisariam traze-los de longe, poderiam compra-los ali mesmo. Aos poucos o “controle de qualidade do templo” começou a dizer que os animais que vinham de longe não era “tão nobres” quanto os que eles vendiam e depois somente eram permitidos animais vendidos ali.

É assim que começa uma “boa ideia” religiosa.

A intenção é facilitar o acesso das pessoas ao sagrado, depois se transforma em negócio, vira mercado e se torna exploração da fé.

Nem toda boa intenção tem o poder em si mesma de se tornar bem de verdade.



*Extravagância é uma ação que se desvia das normas usuais do bom senso; é excentricidade, esquisitice, libertinagem. 

Bom senso é algo que falta em nosso meio cristão.

 Adotamos a extravagância em detrimento da simplicidade, nos movemos do natural para o artificial e superficial. Transformamos a beleza da simplicidade de Cristo em extravagantes eventos evangélicos.

Leio os escritos dos antigos cristãos e me emociono. Experiências como a de Agostinho de Hipona, o Santo Agostinho, que certo dia meditava em um jardim a respeito da sua situação espiritual e dificuldade de refrear os impulsos da carne, quando ouviu uma criança cantarolar “tome e leia”, e tomou a leitura de um pergaminho de Romanos 13:14 e viveu ali uma experiência de iluminação divina. Simples, linda, e divina experiência. Certamente, o relato da conversão de Agostinho não ocuparia um lugar no quadro das conversões em horários nobres da TV. Um livro narrando esse testemunho não estaria na prateleira dos mais lidos.

Como é bela a simplicidade de Cristo. Quem dera fossemos imitadores de Cristo de forma integral e simples. A radicalidade do discurso de Jesus contra as mentes religiosas contrastava com sua compaixão, amor e empatia para com as pessoas. O Mestre gostava era da simplicidade, observava os lírios do campo, andava entre os humildes de coração, ensinava através de parábolas com situações rotineiras. Era o Mestre da Simplicidade.

Precisamos aprender a simplicidade do amor, do cuidado e do carinho. Do amor ao qual tudo se submete, até mesmo a verdade. 

Do amor que sobrepuja todas as coisas e que nos faz trabalhar não para nossa prosperidade, mas para que o nosso irmão prospere; do amor que se entristece na tristeza alheia e se alegra na alegria alheia, e não o contrário como é de costume. 

Como necessitamos estar próximos de Cristo para aprendermos a verdade do Evangelho, e nos parecermos com Ele.

Acredito piamente que precisamos cada vez menos de adoradores extravagantes e sim cada vez mais de pobres homens, simples e sinceros que vivam a realidade da imitação de Cristo. Homens e mulheres que observam a vida e trajetória de Cristo e entendem que o Mestre nunca ficou ensartado dentro de igreja, com as mãos pra cima, falando em línguas ou profetizando, com mãos erguidas e carinha de coitado. Jesus ensinou a buscar a Deus de todo o coração, e essa busca implacável era nas pessoas, através da compaixão, do carinho e do cuidado.

Que aprendamos a realidade do evangelho horizontal para podermos viver, crer e difundir a sobrenatural realidade do evangelho vertical.

Juliano Fabricio 
descobrindo - em crerpensando 
 - que não estou só em ser só.


Me desagradam as pessoas que, cercadas de segurança e conforto, fazem exortações aos homens na frente de batalha. Do mesmo modo, re-luto em falar a respeito de tentações às quais não estou exposto.

* * *

Deus prega uma peça nos que buscam o poder a qualquer preço. Lewis nos lembra, com seu humor e sua verve costumeira: "Quão monótona é a semelhança que une todos os grandes tiranos e conquistadores; quão gloriosa é a diferença dos santos!"

* * *

A Lei Moral nos informa da melodia a ser tocada; nossos instintos são meras teclas.

* * *

Não é essa, porém, a tarefa que me propus. Nesta investigação, não estou preocupado com a culpa; estou tentando descobrir a Verdade. Desse ponto de vista, a própria ideia de imperfeição, de algo que não é o que deveria ser, tem suas consequências. (é disso que eu falo...)

* * *

Trata-se, isto sim, de ficar contente com 30 xelins quando poderíamos ter ganho três libras; de fazer o dever de casa honestamente quando poderíamos copiar o do vizinho; de respeitar uma moça quando gostaríamos de ir para a cama com ela; de não nos afastar de um posto perigoso quando poderíamos escapar para um lugar mais seguro; de manter a palavra quando referiríamos faltar com ela; de falar a verdade mesmo que assim pareçamos idiotas perante os outros.

* * *

Houve muita conversa fajuta a respeito de Deus nos últimos cem anos, e não é isso que tenho a oferecer. Esqueça tudo o que ouviu.

* * *

Deus é o nosso único alento, mas também o nosso terror supremo; é a coisa de que mais precisamos, mas também da qual mais queremos nos esconder. E nosso único aliado possível, e tornamo-nos seus inimigos. Certas pessoas parecem pensar que o encontro face a face com o Bem absoluto seria divertido. Elas devem pensar melhor no que dizem. Estão apenas brincando com a religião. O Bem pode ser o maior refúgio ou o maior perigo, dependendo de como reagimos a ele. E temos reagido mal.

* * *

Se você é cristão, está livre para pensar que todas as religiões, mesmo as mais esquisitas, possuem pelo menos um fundo de verdade.

* * *

Os cristãos acreditam, portanto, que um poder maligno se alçou, por enquanto, ao posto de Príncipe desse Mundo. E inevitável que isso levante alguns problemas. Esse estado de coisas está de acordo com a vontade de Deus ou não? Se a resposta for "sim", você dirá que esse Deus é bastante esquisito. Se for "não", como pode acontecer algo que contrarie a vontade de um ser dotado de poder absoluto?

* * *

As pessoas se perguntam quando ocorrerá o próximo passo da evolução — um passo para além do próprio homem —, mas, segundo o cristianismo, esse passo já foi dado. Em Cristo, um novo homem surgiu; e o novo tipo de vida que começou nele deve ser instilado em nós.

* * *

Temos de aceitar a realidade tal como ela se nos apresenta: não devemos fazer considerações vãs sobre como as coisas deveriam ser ou como esperaríamos que elas fossem.

* * *

Não há dúvida de que podemos expressar essa verdade de diversas maneiras. Podemos dizer que Cristo morreu por nossos pecados. Podemos dizer que o Pai nos perdoou porque Cristo fez por nós o que deveríamos ter feito por conta própria. Podemos dizer que fomos banhados no sangue do Cordeiro. Ou, ainda, que Cristo venceu a morte. Tudo isso é verdade. Se alguma dessas formulações não lhe agrada, deixe-a de lado e adote a que mais lhe agradar. E, qualquer que seja a escolhida, não comece a discutir com as pessoas pelo simples fato de usarem fórmulas diferentes da sua.

* * *

A mudança não se completará nesta vida, pois a morte é um elemento importante do tratamento.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Eu apoio - Conheça (+)

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Pesquisar este blog

Carregando...

Siga-me por Email

Marcadores

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 9149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações