Muita gente sabe que a coisa ta feia no Oriente Médio, mas quanta gente realmente entende o que esta acontecendo ali? Posso afirmar que poucos entendem.

Para ajuda-los a entender um pouco da situação será necessário viajar um pouco no tempo, então apertem os cintos enquanto viajamos para o passado. Espero que este “breve” resumo possa lançar um pouco de luz nos fatos atuais. Atenção, pela minha falta de tempo eu não vou me preocupar tanto com as referencias históricas, vocês terão que fazer isso por vocês mesmos. Vamos lá:

Maomé, o criador da Nação Islâmica

1. Maomé (Mohamed ou Muhammed ou como você preferir), foi o pivô de tudo o que você vê hoje no Oriente Médio. Quando Maomé começou a pregar a sua mensagem, Maomé foi rejeitado na sua cidade natal MECA, por ter criticado e insultado a religião dos seus ancestrais (Jahiliyyah). Ele foi perseguido e fugiu para Medina com seus seguidores. Lá ele formou a primeira comunidade Islâmica (Umma) do MUNDO. Prestem ATENÇÃO. De acordo com o Islam, esta foi a primeira comunidade a ser totalmente governada por Allah, portanto, ela é o modelo e o ideal para qualquer comunidade. Todas as normas, regras sociais, religiosas etc de uma sociedade “perfeita” foram estabelecidas em Medina. Ou seja, a historia da formação da comunidade Islâmica demonstra na pratica as bases teológicas para os muçulmanos criarem comunidades Islâmicas hoje. Veja bem que na mentalidade Islâmica fundamentalista, a historia Islâmica por si, fornece amplas justificativas para se LUTAR (Jihad) para impor a religião Islâmica. Os estágios que Allah usou para formar a primeira comunidade Islâmica foram: a)

2. Logo apos a morte de Maomé, a comunidade Islâmica percebeu que Maomé não havia deixado nenhum sucessor para ocupar o seu lugar (Os Chiias dizem que Maomé elegeu Ali, mas quase ninguém aceitou isso! Que mancada!). Abu Bakr foi eleito sucessor de Maomé e então nascia o Califado e com ele uma serie de batalhas sangrentas pelo poder do império Islâmico. A maioria dos Califas foram assassinados. Foi nesta época que a separação dos CHIITAS (Shiias) e dos SUNITAS (Sunnis) aconteceu. Em 100 anos, o Islam tinha conquistado uma grande parte do mundo (da Índia a Espanha). Notem que nenhum destes paises conquistados haviam ameaçado os Árabes. Foram os árabes que começaram toda a agressão e conquista logo apos a morte de Maomé.

3. Então nasceu um grupo chamado “Khawarij” ou Kharijitas ou Carijitas (eu prefiro usar a grafia do Inglês, pois assim fica mais fácil pesquisar). Este grupo eram os VIGILANTES da fé. Eles eram os puritanos que memorizavam o Alcorão inteiro e mantinham os Califas dentro das normas islâmicas. Eles eram os verdadeiros Muçulmanos que praticavam a religião de todo coração. Eles não toleravam a hipocrisia dos lideres. Foram eles que derrubaram a dinastia Omiadas (Omayyads). Se eles não aprovavam um Califa eles o consideravam um infiel (Kafir) e o depunham a força. Para eles política e religião não podiam jamais ser separados, pois Maomé nunca as separou. Eles ensinavam que o Alcorão tem a resposta final para TODOS os problemas da sociedade. Eles não admitiam uma interpretação (Ijtihad) diferente do Alcorão. O trabalho destes “caras” era promover revoltas. Eles participaram de mais de 28 guerras. Eles eram homens de ação e de muito fervor religioso. Eles tomaram a serio os ensino de Maomé sobre Jihad. A fé era demonstrada pela disposição de lutar pela causa de Allah. Eles deram um grande impulso ao conceito de Jihad (luta por Allah). Estes homens ensinavam total dedicação a Allah e ao martírio. Apesar de serem considerados hereges por alguns muçulmanos, eles influenciaram grandemente na forma do muçulmano pensar hoje. Alguns remanescentes deste grupo ainda existe em Oman, Argélia, Tunísia e Zanzibar na África. Notem a semelhança com o que esta acontecendo hoje no Oriente Médio.

4. Um outro grupo chamado “Shiiatu Ali” (Partido de Ali) surgiu quando Ali foi assassinado. A palavra Chiia significa partido. Os filhos de Ali, foram Hassan e Hussein, eles eram NETOS de Maomé. Hassan foi considerado um califa fraco que abdicou do direito ao califado. Anos depois ele foi envenenado e morreu em Medina. O seu irmão Hussein iria ser o próximo califa, mas também foi morto e a sua cabeça foi usada como uma bola para esportes. Os Chiias desenvolveram uma teologia de vingança e martírio por causa da morte de Hussein. O ódio entre Chiias e Sunnis é tão visível que eles se matam ate o dia de hoje.

5. Os Chiias desenvolveram uma idéia de que o Iman (líder) é infalível e ele deve ser obedecido incondicionalmente. O Iman é considerado como a Palavra de Deus falada, enquanto o Alcorão é considerado a Palavra de Deus, silenciosa.

6. Foi este contexto que permitiu ao Ayatollah Khomeini (Ayatollah = Milagre de Allah) exercer tanto domínio sobre o povo do Iran. A idéia de que somente as leis de Allah precisam ser obedecidas, fizeram parte do discurso de Khomeini.

7. O Ayatollah Khomeini foi o primeiro a criar um governo totalmente regido pelas leis e preceitos Islâmicos em 1979 com a Revolução Islâmica. Ele influenciou direta e indiretamente todos os paises muçulmanos (principalmente os Árabes), apesar da maioria deles serem Sunnitas.

Mas o que inspirou o mundo Islâmico a pensar desta forma? Vocês estão entendendo o que esta acontecendo ate aqui? Mas isso é apenas o começo. A coisa ira ficar mais complicada daqui a pouco.

1. Em 1881, um filosofo Afegão chamado Jamal Din Al-Afghani, influenciou muitos fundamentalistas Islâmicos da modernidade. Ele era critico do secularismo e do materialismo da cultura do Oeste. Ele ensinava que as leis do Islam eram compatíveis com o racionalismo e que os Muçulmanos poderiam se tornar mais fortes, se unidos. Eles deveriam se agarrar aos seus valores religiosos e morais.

2. O Xeique Abdul Aziz Shawish ensinava que com a caída do Califado todo o mundo Islâmico iria se desintegrar. O califa serai o protetor do Islam e dos Muçulmanos.

3. Em 1914 o mundo passou pela Primeira Guerra Mundial. O Centro do Império Islâmico Otomano era na Turquia. Como a Turquia perdeu a guerra, o Império acabou e em 1924, o CALIFADO foi oficialmente abolido. O ultimo Califa Islâmico, Sutao Abdul Majid foi banido e a comunidade (UMMA) Islâmica foi oficialmente desfeita. Vocês não podem imaginar no grande impacto que isso causou na moral dos muçulmanos no mundo inteiro. Na mente do muçulmano, isso era inconcebível. Depois de MIL anos, o império Islâmico estava sendo desmantelado pelos INFIÉIS. O califado era o símbolo da unidade islâmica.

4. Em 1917, exatamente 31 anos antes da formação do Estado de Israel (1948), os Judeus da Europa já tinham planos de voltar para Israel. A Declaração de Balfourpedia para que a Inglaterra facilitasse para que o povo Judeu a voltar a Terra de Israel, caso a Inglaterra conseguisse derrotar o Império Otomano, que dominava a região.

5. Em 1914, grande parte do Norte da África e Oriente Médio estava sob o domínio da Inglaterra, França e Itália . O Egito, Israel e Jordânia ficou sob o domínio Inglês.

6. A vergonha dos paises muçulmanos foi muito grande. Eles não podiam entender o porque eles estavam sofrendo todas aquelas derrotas. Logo apos a caída do Califado, alguns filósofos e professores da Universidade de Al-Azhar no Egito tentaram eleger um califa para tomar o lugar do Sultão Abdul Majid. A idéia central por trás disso é que o ISLAM é uma NAÇÃO. O retorno ao Califado passou a ser um sonho que os muçulmanos ate hoje abrigam em seus corações. Alguns pensadores questionaram a idéia de que o Islam seria religião e política. Eles acusaram o califado como sendo uma fonte de maldade e corrupção. Eles tentaram separar política e religião, mas como vemos ate hoje, esta tentativa não funcionou. Outros como Taha Hussein, dizia que o mundo Islâmico tinha muito para aprender dos paises do Ocidente. Ele dizia que enquanto o Estado e Religião estão fundidos em um so, nao haveria chance para o progresso.

7. Em 1928 uma organização que esta hoje na boca da mídia é IRMANDADE ISLÂMICA (Muslim Brotherhood ou Al-Ikhwan Al-Muslimun). O fundador do movimento foi Hassan Al-Banna. Ele viveu durante o Colonialismo Britânico, onde o Islamismo estava sendo desacreditado e representado como uma religião atrasada e que estava contra a modernização e o progresso. Sendo que o Colonialismo estava humilhando e desonrando a cultura Islâmica, ele associou o Cristianismo com o Colonialismo. Esta era uma NOVA Cruzada. O Egito não podia tolerar ser regido por INFIÉIS. Os Britânicos queriam impedir a unificação dos árabes para mante-los fracos.

8. Foi nesta época que as missões evangélicas e protestantes abriram escolas e hospitais no Egito. Tanto ricos e pobres estavam sendo alcançados com o Evangelho. Al-Banna viu isso como uma tentativa de desviar o povo da verdadeira religião do Islam. Al- Banna via os missionários como agentes do governo Britânico. O inimigo precisava ser combatido. Al-Banna ficou furioso e escreveu para o Rei Fuad fazendo alguns pedidos para censurar e controlar as escolas que fizessem proselitismo, para expulsar ou não dar vistos para quem fosse pego evangelizando, para serem proibidos de comprar terra. É interessante que varias destas sugestões estão sendo praticadas hoje. Hassan Al-Banna lançou os fundamentos para a maioria dos futuros fundamentalistas Islâmicos.

9. Al-Banna criticou duramente o materialismo e o secularismo dos Europeus, como sendo um povo sem Deus e sem valores espirituais. Ele estava certo na sua avaliação, mas errou ao dizer que foi o Cristianismo que tinha produzido tal deterioração moral e falta de espiritualidade.

10. Al-Banna ensinava que era burrice importar os “problemas europeus” juntamente com as “soluções dos europeus”. O Islam era a solução para todos os problemas. Mas como ele poderia impactar a sociedade? Foi nesta época que ele criou a Irmandade Islâmica para transformar o Egito em uma Republica Islâmica.

11. A mensagem de Al Banna gerou em torno do estado de corrupção e deterioração do Egito. Ele conclamava os jovens e os pobres para voltarem ao Islam. Com o decorrer dos anos, centenas, depois milhares de pessoas se juntaram ao seu movimento. Eles olhavam para Al-Banna como um reformador da fé e dos valores Islâmicos. Ele re-enforçou a idéia de que Islam é ao mesmo tempo “din wa dawla wa dunya” (religião, estado e estilo de vida) religião, política, guerra, vida social estão todos incluídos no Islam.

12. O alvo de Hassan Al- Banna era remover o governo corrupto, construir uma sociedade verdadeiramente Islâmica e implantar a lei ‘Sharia’. Caso necessário, a luta armada (JIHAD) teria que ser usada. O seu alvo não incluía somente o Egito mas o mundo todo, pois de acordo com ele, Islam era a esperança da humanidade.

13. Hassan Al-Banna acabou sendo preso e depois assassinado, mas as suas idéias nao morreram com ele. A Irmandade sobreviveu e se multiplicou em outras organizações.

Depois eu continuo este papo. Vocês irão ver que o que esta acontecendo hoje no mundo Islâmico, é uma bola de neve que começou a rolar durante o tempo de Maomé. As coisas ficarão mais claras nas próximas postagens.

Que Deus abençoe a todos. Orem pelo Egito. Orem por aqueles que estão sofrendo por causa desta luta pelo poder. Orem pelos missionários que estão ali.

Publicado originalmente em Rafik responde ao Islam

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (298) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (76) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (42) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (287) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações