Em mais uma leitura dos evangelhos notei que Jesus tinha uma liturgia quando se reunia com pessoas e comia com elas. Em quatro momentos diferentes encontramos uma sequência de quatro verbos que descrevem o que Jesus fazia durante as refeições:

Na primeira multiplicação dos pães (Mt.14:13-21), na segunda multiplicação dos pães (Mt.15:32-39), na última ceia (Mt.26:26-29) e no jantar com os discípulos de Emaús (Lc.24:30). Os verbos são os seguintes: tomar, abençoar, partir e dar.

Ao assentarmos com Jesus à mesa, creio que, ainda hoje, Ele espera que esses verbos façam parte de nossa relação. Nossa própria vida deve assumir o “formato” dessa refeição. Vejamos:

Jesus toma o que levamos a ele – nosso pão, nosso vinho, nossos pecados, nosso trabalho, nosso dinheiro, nossas virtudes, nossa família, nossos sonhos … nós mesmos. Sempre que sentamos à mesa com Cristo, Ele toma o que entregamos a Ele.

Jesus abençoa e agradece o que levamos a Ele – Tudo o que entregamos Ele leva ao Pai. Jesus não critica nem rejeita nossa oferta. Não há valor material e sim valor de entrega. Tudo o que tenho e entrego é abençoado!

Jesus parte (ou quebra) o que levamos a Ele – Quantas vezes entreguei mas não entreguei? Quantas vezes não me sentei à mesa com uma atitude de auto-suficiência por dentro, mas com cara de santo abnegado por fora? Jesus procura o que está do lado de dentro. Quando meu orgulho é partido sou colocado diante de uma nova vida. Tudo o que está sobre a mesa ganha um novo sentido, pois não sou eu mais quem tenho domínio sobre nada daquela mesa e sim Aquele que está sentado junto comigo.

Então Jesus dá de volta – Jesus devolve o que levamos a Ele. O nosso Deus é um Deus doador e não centralizador. Ele me devolve, mas devolve um Juliano diferente, um Juliano transformado pela mesa, pelo pão e pelo vinho, pela carne e pelo sangue, pela cruz e pela ressurreição!

Jesus está em busca de companheiros para saborear uma bela e farta ceia! Que tal?

OBS1: O convite e pra todos...todos mesmo...

OBS2: Esse é o melhor momento. Pena que uma das coisas mais lindas que Jesus nos ensinos virou momento de exclusão e não de inclusão.

Juliano Fabricio

1 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações