Estudo 7 - “É chegado o Reino de Deus sobre vós” (Mt 12:28)

Chegamos assim ao nosso último estudo, que vai falar sobre o cumprimento de tudo que foi falado até aqui - o Antigo Testamento nada mais era do que uma sombra, uma preparação para a revelação do mistério de Deus, que é Cristo (Cl 2:2 e Ef 3:4-6). O Antigo Testamento termina com uma profecia sobre João Batista, e o Novo Testamento começa cronologicamente com a anunciação do cumprimento da profecia em questão. O Antigo Testamento termina falando em maldição, e o Novo Testamento termina com uma bênção. O Antigo Testamento termina falando sobre o “grande e terrível Dia do Senhor”, e o Novo Testamento termina descrevendo o tal “Dia do Senhor”. O Antigo Testamento termina na expectativa de que o Messias virá, e o Novo Testamento termina na expectativa de que Ele voltará. O Antigo Testamento termina falando sobre a falibilidade humana, e o Novo Testamento termina descrevendo o dia em que Deus habitará com os homens e o pecado e a morte serão derrotados e não mais existirão.

Enfim, são inúmeros os paralelos e os contrastes que podem ser feitos. Mas o mais importante de tudo é que, chegada a plenitude dos tempos, Deus enviou Seu Filho, nascido sob a Lei, nascido de mulher, como simples ser humano, limitado pelo tempo, à semelhança de carne pecaminosa (porém sem pecado), para cumprir tudo que a Lei tipificava e as profecias anunciavam. Deus o enviou para ser ao mesmo tempo Rei, Sacerdote e Profeta. Aquele que governa sobre os homens, que representa os homens diante de Deus e que representa Deus diante dos homens. O único mediador entre Deus e os homens, sendo Deus e homem ao mesmo tempo. A segunda pessoa da Santíssima Trindade, o grande Eu Sou, o Verbo de Deus, a Imagem do Deus invisível e expressão exata do Seu ser, o Primogênito de toda a criação, o herdeiro de todas as coisas, nosso Apóstolo e Sumo-Sacerdote.

Era enfim chegada a hora pré-determinada por Deus desde a eternidade passada, em que o Seu supremo propósito seria colocado de volta no rumo certo, corrigindo o desvio de rota provocado pela queda do homem. Cabia a Jesus não somente cumprir a Lei e as profecias, mas levar sobre si todas as conseqüências do pecado de toda a humanidade. Para entender como foi a encarnação e o sofrimento de Cristo, leia Filipenses 2:5-11 e Isaías 52:13-53:12. Desta forma, o Verbo se fez carne e habitou (ou, transliterando do grego, “tabernaculou”) entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos Sua glória como do unigênito do Pai.

Para fins didáticos, podemos dividir o Novo Testamento em três partes, a saber, os evangelhos e Atos, as epístolas e Apocalipse. Leia Tito 2:11-13 - nos evangelhos, a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens; nas epístolas, ela nos educa a vivermos de forma santa na presente era e, em Apocalipse, somos ensinados a aguardar a bendita esperança e manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador, Cristo Jesus.

De forma bem resumida, podemos dizer que, nos evangelhos, o Senhor Jesus veio anunciar que havia chegado o tão aguardado Reino de Deus. Veio para os seus e os seus não o receberam. Ele pregou, ensinou, confrontou os intérpretes da Lei, quebrou tradições humanas e extra-bíblicas, enfrentou preconceitos, desafiou a hipocrisia de muitos, mas, ao mesmo tempo, curou enfermos, consolou a muitos, ressuscitou mortos e enxugou muitas lágrimas. E, é claro, morreu numa cruz e ressuscitou! Mas não parou aí. Ele também treinou os apóstolos para, sob o fundamento deles e dos profetas de outrora (e, é claro, do próprio Jesus), edificar sua Igreja, cujo nascimento e primeiros passos são narrados no livro de Atos. O que é narrado naquele livro nada mais é do que aquilo que Deus sempre desejou fazer, que são as obras de Jesus, feitas através daqueles que permanecem nele. Como resultado há comunhão, embora a Igreja não fosse isenta de problemas. Aliás, é desses problemas que muitas das epístolas que se seguem vão tratar. Leia por exemplo as duas cartas aos coríntios, a carta aos gálatas, aos colossenses e as duas cartas aos tessalonicenses. Romanos, por outro lado, é uma carta mais didática, assim como Hebreus e as cartas de João. As cartas de Pedro são de encorajamento, e a de Tiago é bem semelhante ao estilo didático de Jesus. As duas cartas a Timóteo e as cartas a Tito e Filemon foram escritas para indivíduos específicos, e a de Judas foi escrita para alertar contra falsos mestres (assim como as de João, II Pedro, Gálatas e Colossenses). Nas epístolas, a revelação de Deus é colocada de forma sistemática, de modo que se possa entender melhor as doutrinas principais do Cristianismo. Romanos, por exemplo, é um manual de teologia sistemática, no qual toda a mensagem de salvação é exposta em forma de “tese”.

Por fim temos o livro de Apocalipse, que trata dos eventos relativos aos últimos tempos. Os profetas se referiram aos tais acontecimentos como “tempo do fim”, “últimos dias” ou “dia do Senhor”. Porém a noção que eles tinham era, na melhor das hipóteses, vaga. Eles não sabiam nem quando nem como exatamente tudo aconteceria, mas sabiam que aconteceria. E como vimos no estudo anterior, muitas vezes eles tratavam de assuntos dos tempos do fim e de assuntos da sua própria época no mesmo parágrafo, pois para eles não estava clara a diferença de tempo entre uma coisa e outra - apenas sabiam que eram acontecimentos futuros.

Apocalipse é um livro difícil de entender, sem dúvida alguma. Mas não desanime, existe uma bênção logo no começo do livro para aqueles que lêem, ouvem e praticam as palavras ali escritas. O que deve ser entendido não é um cronograma antecipado dos eventos do tempo do fim, mas sim que, quando tudo estiver acontecendo, vai ser da forma como foi ali descrito. Portanto, muitas coisas escritas em Apocalipse serão entendidas apenas após se cumprirem - por exemplo, o significado do terceiro chifre na segunda cabeça da primeira besta... O segredo é não especular muito em cima do que não foi plenamente revelado, mas aceitar pela fé que tudo foi escrito para nossa advertência e para que temamos a Deus e entendamos o que está acontecendo quando estiver acontecendo.

A lição mais importante de Apocalipse é que devemos ser fiéis a Deus, uma vez que, em algum tempo no futuro, cumprir-se-á aquilo que foi predito por boa parte dos profetas: todo mal será destruído, o bem reinará, a morte será vencida, todas as conseqüências do pecado e da queda do homem serão anuladas, Deus habitará com os homens e estes verão a face de Deus, não haverá mais medo nem dor, nem muito menos o inimigo, que será lançado no lago de fogo e enxofre juntamente com os que não temem a Deus.

Não só isso, mas Apocalipse também faz eco às palavras de Jesus de que a consumação de todas as coisas pode acontecer a qualquer momento, portanto devemos estar alertas. Entenda que todas as profecias de Apocalipse foram escritas transmitindo a idéia de que poderiam se cumprir até mesmo imediatamente - é por isso que não se pode aceitar qualquer revelação adicional ao que já foi revelado na Bíblia, como tentam fazer algumas religiões e seitas, as quais criam outros “livros sagrados”. A eles resta a maldição descrita no verso 18 do capítulo 22!

A tabela abaixo, extraída da página 65 do volume I do livro de Scroggie, mostra os paralelos e os contrastes entre Gênesis, o princípio, e Apocalipse, a consumação:

Gênesis                                                       Apocalipse
Paralelos
O primeiro descanso (2:2)                           O último descanso (22:21)
A árvore da vida (2:9)                                 A árvore da vida (22:2)
O rio (2:10)                                                O rio (22:1)
O marido (2:21-24)                                    O cordeiro (21:9)
A esposa (2:21-24)                                    A noiva (21:9)
Um jardim (2:8)                                          Uma cidade (21:2)

Contrastes
O paraíso perdido (3:6,23)                         O paraíso recuperado (21:1)
Vitória de satanás (3:1-7)                            Derrota de satanás (12:10,11)
A face divina escondida (3:8)                      “Contemplarão a Sua face” (22:4)
A maldição pronunciada (3:17, 4:2)             A maldição removida ((22:3)
Os portões fechados (3:24)                         Os portões abertos (21:25)
A morte entra em cena (2:17)                      A morte sai de cena (21:4)

Finalmente, chegamos ao fim. Eu não sei quanto a você, mas para mim valeu demais escrever este material. Foi uma experiência e tanto ver cada palavra escrita por inspiração de Deus tomar vida e se encaixar perfeitamente dentro do seu grandioso propósito. Não tenha dúvidas, o propósito eterno de Deus vai ser cumprido cabalmente um dia. Aliás, ele já está sendo cumprido, e nós somos parte dele. Um dia colheremos os frutos. Até lá, permaneça firme no Senhor e na força do Seu poder. A recompensa, como dizia o velho cântico, é “certa e boa”!

Senhor, agradecemos a Ti por nos dar a Tua Palavra e por podermos estudá-la. Permita que ela transforme nossas vidas e molde o Teu caráter em nós, nos lavando e removendo toda sorte de impureza. Que ela nos fale o que o Senhor quer falar, não necessariamente o que nós queremos ouvir. Em nome do precioso Senhor Jesus, AMÉM!

The End

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (298) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (76) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (42) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (287) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações