O julgamento depende do que vemos, de quão profundamente olhamos para o outro, de quão honestamente encaramos a nós mesmos, de quão dispostos estamos a ler a história humana por trás do rosto apavorado.
A gentileza de Jesus para com os pecadores fluía de sua capacidade de ler seus corações. Por trás das poses mais emburradas e dos mais desconcertantes mecanismos de defesa das pessoas, por trás dos seus ares de arrogância, por trás do seu silêncio, do seu desdém e dos seus litígios, Jesus via criancinhas que não haviam sido amadas o bastante e que haviam parado de crescer porque alguém havia deixado de acreditar nelas. Sua extraordinária sensibilidade levava Jesus a falar dos fiéis como crianças, por mais altos, ricos, inteligentes e bem-sucedidos que fossem.

"Certo de sua salvação pela graça única de nosso Senhor Jesus Cristo"... é o pulsar do coração do evangelho, uma jubilosa libertação do medo do Resultado Final, uma convocação à auto-aceitação, e liberdade para uma vida de compaixão para com os outros.

É óbvio que não estamos tratando aqui de uma questão evangélica trivial. O amor compassivo é o eixo da revolução moral cristã e o único sinal jamais dado por Jesus pelo qual um discípulo seria reconhecido: "Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros" (Jo 13:34,35). O novo mandamento fundamenta a nova aliança no sangue de Jesus. O amor fraternal é um preceito tão central que Paulo não hesita em declará-lo cumprimento de toda a lei e dos profetas (Rm 13:8-10).

O perigo aqui não é o exagero ou a ênfase excessiva. O perigo espreita em nossas sutis tentativas de racionalizar nossa moderação com respeito a esse assunto. Dar a outra face, andar a segunda milha, não oferecer resistência à ofensa e perdoar setenta vezes sete não são caprichos do Filho do Homem. "Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor" (Gl 5:6).

"A razão exige moderação no amor como em todas as coisas"
, escreve John Mckenzie, "mas a fé destrói a moderação aqui. A fé não tolera o amor moderado a um semelhante mais do que tolera um amor moderado entre Deus e o homem".

Mais uma vez, a gentileza para conosco constitui o cerne de nossa gentileza para com os outros. Quando a compaixão de Cristo é interiorizada e apropriada pelo eu ("[Ele] não esmagará a cana quebrada, nem apagará a torcida que fumega" [Mt 12:20]), ocorre a reviravolta de uma postura de compaixão para com os outros. Numa situação em que causa e efeito se confundem, a trilha da gentileza traz cura para nós mesmos, e a gentileza para conosco produz cura nos outros. A solidariedade para com os fracos liberta aquele que recebe a compaixão e liberta o que a concede na consciência alerta de que "eu sou o outro".

Certamente que o amor duro e a disciplina têm seu lugar na família cristã. Se não forem ensinadas a diferenciar o certo do errado, crianças podem tornar-se facilmente neuróticas. Entretanto, apenas a disciplina administrada com amor é corretiva e produtiva. A disciplina que brota da ira e do espírito de vingança é desagregadora na família e incoerente na igreja. Apresentar um ultimato a um adolescente viciado: "Busque tratamento ou caia fora", é uma reação amorosa e talvez salvadora, desde que uma distinção clara entre a ação e o agente seja mantida. Enfim....Tem que existir um relacionamento.

Juliano Fabricio

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações