Esse post é para você, meu irmão, amigo, companheiro. Homem ou mulher, não importa. É para quem não tem voz na igreja. Oprimidos pela política da mordaça. Gente que nunca esteve no púlpito (não por falta de vontade). Você que está sempre aprisionado na configuração de "povo", essa entidade que se alimenta dos anônimos. Você, estrofe da canção de Zé Ramalho: "povo marcado...".

Lembre-se que só existem pastores, cantores e pregadores porque você existe. Seu valor excede - e muito - os que gritam suas "qualidades", mas só sobrevivem sob as luzes do palco. São Infectados pela doença da "holofotite". Você é maior do que os reféns de aplausos, aliás, os aplausos são o resultado direto da generosidade de milhares de mãos dos anônimos "do povo". Como diz um ditado na África: "uma mão só não bate palmas".

Você, sim, merece todos os aplausos. Vejamos: alguém que nunca é visto, não tem aquelas grandes celebrações de aniversário (a não ser a simples e fria menção do nome no aglomerado do mês), não participa dos almoços e jantares (salvo quando algum "figurão" resolve levá-lo a um restaurante para mostrar poder). Você que de tanto "dar o seu Isaque" já deve ter dado até as estrelas do céu e o pó da terra... Você é um herói!

Deus deve te amar muito! Você não mercadeja a fé. Não força os filhos pequenos a serem mini astros para que sua conta bancária seja "abençoada". Você presta culto naquelas segundas da vida nas quais nenhum astro vai. Você que, às vezes envergonhado, toma coragem, vai à frente e pega na mão do semideus que visitou sua congregação, não sabendo que a honra é toda dele por ter o privilégio de tocar em suas mãos. Tenho a sensação de que quando você volta para casa o céu vai cantando até você chegar!

A Bíblia é repleta de gente como você. Gente como aquela siro-fenícia (Mc. 7.24-30). Como Jabez, nome entre outros nomes, carregando uma história de dor (I Cr. 4.9, 10). Gente como Jesus, de quem um dia se perguntou: "pode vir alguma coisa boa de Nazaré"? (Jo. 1.46). De cima dos púlpitos de mármore, alguns ainda olham para o meio "da massa" e pensam: "pode vir alguma coisa boa dali"? Pode!

Obrigado por existir.

Juliano Fabricio via
 

1 Comentários - AQUI:

  • Infelizmente essas pessoas não são notadas, não são citadas e às vezes nem mesmo lembradas. Mas estão ali, para o que der e vier e é isso que as faz diferente diante do nosso Deus, naõ quero ser dos que aparece, quero ser dos que fazem a diferença perante Deus...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (298) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (76) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (42) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (287) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações