@euvanessinha


“Primeiro chegou “ela”, a coisinha linda, de pele rosada e cabelos pretos, ar de princesa, mandava sem saber que mandava e nós, como súditos satisfazíamos todas as suas vontades.

Depois chegou “ele”, sua recepção foi meio tensa, não sabíamos como seria, as condições não eram as mais favoráveis, era muito pequeno, muito leve mas também tinha o ar de majestade, e nós continuávamos com a nossa vida de súditos, mas agora eram duas majestades! …putz, meio romântivo demais não…!

Na verdade esse post é para falar sobre a chegada das crianças na nossa vida a dois, bem como muitos sabem nos casamos no dia 05 de setembro de 2009 e no dia 10 de outubro de 2009 descobrimos que estávamos grávidos, ou seja, engravidei na lua de mel (o negócio foi bão demais da conta), rápidos ou não, certos ou não, não sabemos, só sabemos que foi assim e não poderia ter sido melhor.

Desde que estamos juntos dividimos o sonho de ter filhos e desde que nos casamos investimos a finco nisso. Não planejamos nenhuma das duas gestações, mas também não evitamos e não gostamos de impor nada ao destino, ele cuida de si próprio e Deus cuida de nós. Pelo menos tem sido assim, e tem dado certo até então…e pelas perpectivas vai dar certo sempre!!!

Acontece que desde que nos casamos tivemos que adaptar nossas vidas à outras vidas, primeiro á uma gravidez, aí a Sophia nasceu nos adaptamos à ela, aí veio a segunda gravidez, novas adaptações e José Miguel chegou adaptações ainda maiores, e isso é fantástico, pois monotonia não existe aqui, mas nem sempre é fácil, mas mesmo não sendo fácil não deixa de ser prazeroso.

Depois que eles chegaram não fomos mais ao cinema, não saímos depois das 21hs, não fizemos uma refeição totalmente sossegados, não ficamos mais na cama até às 11 da manhã, não tivemos muitas noites de sono completa, nos acostumamos com choros e resmungos, passamos a entender tudo sobre vomitados, papinhas, amamentação, marcas de fraldas, pomadas para assadura, tipos, quantidades e cores de cocôs. Nossas conversas sempre têm algo sobre eles, entendemos de febre, resfriado, vacina, diarréia e virose. Nos preocupamos com o futuro deles, abrimos mão de nós por eles.

Nosso casamento é uma delícia, nossa vida a dois mudou muito, mas mudou para melhor, criar filhos na minha opinião (e experiência própria) une o casal, pois eles passam a ter objetivos em comum, e isso traz algo gostoso para o relacionamento. É claro que o cansaço às vezes bate, mas nunca é maior do que a nossa vontade de aproveitar os pequenos momentos que podemos ter juntos para namorar. Sinceramente, não entendo como o cansaço possa atrapalhar o momento “namorar”, na verdade acho que não é o cansaço em si, mas sim preguiça, porque gente, namorar renova tudo…namorar é muuuuuito bom e não há cansaço que atrapalhe um bom namoro!

Depois que eles chegaram tudo ficou mais corrido, mas também tudo ficou mais colorido, mais movimentado e mais barulhento…não sei qual deve ser a sequência certa dos fatos e se existe uma sequência certa, alguns defedem que os filhos devem vir apenas após os 3 primeiros anos de casamento, outros defendem que não devem vir nunca, outros dizem que deve ser só um, alguns querem apenas dois…eu não sei se há algo certo ou errado nisso…se há um cronograma exato…só sei que estamos felizes assim, depois que eles chegaram, e ainda queremos mais…a vida sem eles seria sem graça…não teria paredes coloridas de lápis mas também não teria alguém me agradecendo por um simples leitinho…não saberia o tamanho do prazer de amamentar um filho, não teria levado várias mijadas na cara mas também não teria visto um belo sorriso de um boca banguela que só sabe dizer angu!

A vida à dois depois que os filhos chegam tende a ficar melhor, mas isso depende exclusivamente dos dois! Não culpe o cansaço, jogue a preguiça pela janela, faça um jantar à luz de velas depois que as crianças forem para a cama, assista um filminho, joguem conversa fora, tomem um vinho e tentem relaxar…Mulheres, sejam agradáveis, deixem as cobranças por conta do chefe do seu marido, quando ele chegar em casa trate-o com carinho, com respeito, se você fizer assim ele terá prazer em te ajudar, e o deixe ajudar do jeito que ele sabe, não fazendo criticas o tempo todo… Marido, seja carinhoso, elogie, faça um agrado, compre o bombom que ela mais gosta, lave a louça do jantar (não quebra a mão e derrete o coração de qualquer mulher, por mais dona encrenca que ela seja)…tentem, e se não der certo, tentem mais uma vez…e continuem tentando…invistam em conversas sobre os filhos e sobre outros assuntos, humor, muito bom humor sempre, quando algo der errado tente encontrar um pontinho engraçado e dêem boas risadas daquilo que deu errado…incluam os filhos nos passeios…não reclamem dos filhos…a vida a dois quando se têm mais de dois pode ser uma delícia, só depende de vocês dois!

via:  vanessinhafigueiredo.com  Ps: minha linda esposa!!!!

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações