Adonias. É o nome do cara sobre o qual iremos estudar. Nós podemos não lembrar sua história, mas acho que alguns detalhes da história podem nos ajudar. 

Basicamente, ele tentou tirar proveito da iminente morte de Davi para se tornar rei. Quando lemos em I Reis 1.5, ele disse: “eu serei rei.” Como filho de Davi, ele se exaltou a esta posição em vez de receber isto de seu pai. Encurtando a história, Davi nem se importou com isso. Ele queria Salomão para rei e o ungiu para ser seu sucessor. 

Isso tornou as coisas um pouco estranhas para os meio irmãos Salomão e Adonias. De fato, quando lemos sobre a festa real pessoal de Adonias, na ocasião em que foi interrompida, os convidados entraram e pânico e se dispersaram. Adonias, entregue à própria sorte, “temeu Salomão” (1 Reis 1.49) 

O que ele fez? 

“Adonias, com medo de Salomão, foi agarrar-se às pontas do altar” (1Reis 1.50) 

Ele está com medo. Ele sabe que o seu plano para roubar a coroa quando ninguém estivesse olhando terminara mal. E agora ele teme que a força de Salomão faça desse jogo de poder um exemplo público nos seus primeiros dias de reinado. Assim, ele corre para o templo por misericórdia. Ele toca na ponta do altar. 

É aí que Adonias se torna muito prático e útil para nós. 

1. Ele vê seus pecados. Ele está ciente do que fez e preocupado com as consequências dos seus atos. (Eu não estou, de maneira alguma, mostrando ele como um modelo de arrependimento, mas é útil a ver como ele enxergou as consequências da sua auto declaração como rei). 

2. Ele vê a sua fraqueza. Ele não é páreo para o rei. Ele não pode detê-lo ou subjugá-lo. Ele não pode controlar o que pode acontecer dali em diante. Ele é fraco e, portanto, vulnerável. 

3. Ele corre para a misericórdia. Essa é a sua única esperança. Ele deve correr para o templo e esperar que Salomão aja com misericórdia para com ele. 

Este é o ponto aonde podemos refletir um pouco. Todos nós já tivemos alguma fraqueza e medo. Algumas vezes, é diretamente resultado de nossos pecados. Em outros tempos era por causa do pecado de outros. Em outros casos ainda, foi devido a problemas físicos. Há um bando de potenciais precipitações para essa fraqueza. Sabemos bem disso. 

Como responder a isso? 

Adonias parece um tanto patético, tocando na ponta do altar em vez de agir como homem e sair para receber a sua merecida punição. 

O que você faz quando a fraqueza e o medo se mostram através das circunstâncias? 

Eu sei o que eu costumo fazer. Eu gosto de fugir para as minhas próprias soluções . Por muitas vezes eu me preocupo. Em outros tempos tenho pena de mim mesmo. As vezes até critico os outros. Ou simplesmente esqueço. 

Do que eu esqueço? 

1. Eu me esqueço da soberania de Deus. Uma vez que Deus é de fato soberano sobre todas as coisas, então até situações simples não deixam de ser observadas por Ele. De fato, isso é divinamente ordenado e trago a mim por Deus. Essa verdade é como um golpe de misericórdia para a minha própria piedade. 

2. Eu me esqueço da bondade de Deus. Minha reclamação e discórdia é uma acusação da minha própria definição de bom. Se Deus é bom, então até mesmo o que Ele manda na minha vida que acontece para me afligir é bom. Eu sei que às vezes isso é para disciplina (Hebreus 12) e em outras vezes é um simples julgamento (Tiago 1), mas de qualquer forma é para o meu bem e será abundante em santidade. 

3. Eu me esqueço do evangelho de Deus. No meio das minhas reclamações, eu tenho gemidos profundos demais para as palavras. Se eu pudesse nomear as minhas atitudes, eu iria, de fato, questionar o compromisso e o amor de Deus por mim. Isso é o que eu estou dizendo quando reclamo dEle através da auto piedade, preocupação e críticas. Mas preste atenção em como o toque da trombeta do evangelho põe isso abaixo: 

Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas? (Romanos 8:32) 

Você entendeu isso? Deus tem provado o seu amor, cuidado e compromisso para o seu povo através do evangelho. Se você precisa de confirmação ou prova do amor de Deus por você, há um monumento manchado de sangue no topo do monte do Calvário que declara isso! 

Adonias correu para dentro do templo para se manter seguro. No entanto, como cristãos, nós somos templo de Deus. O Espírito Santo de Deus habita nos crentes. Portanto, pense na realidade, que muda paradigmas, do amor, do cuidado, da misericórdia, da segurança e da graça dados a todos os santos. 

Não há necessidade de correr e se esconder quando Deus se fez próximo de nós por meio de Cristo. Temos sido alcançados pelo único que realmente é misericordioso. Nós estamos em Cristo e Cristo está em Deus. 

Traduzido por Marianna Brandão | iPródigo.com | Original aqui

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (298) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (76) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (42) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (287) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações