O reino de Deus. Eis a razão principal da vida e ministério de Jesus Cristo. Em suas parábolas, seus ensinos, seus exemplos, na própria essência da sua missão, vemos o reino de Deus como questão central e objetivo primordial da sua pregação e obra.

Implantar esse reino, que não é deste mundo, constitui a obstinação de Jesus até hoje. Cremos que, em comparação com a importância dada ao reino por Jesus, em geral temos falado pouco, estudado pouco, e entendido pouco do reino de Deus.

Mas o que é o reino de Deus? Como ele se manifesta? O que é preciso fazer para entrar nele?

Uma das definições mais simples, porém mais elucidativas, coloca o reino de Deus como “todo ambiente onde Deus reina”.

Onde quer que a vontade de Deus esteja sendo cumprida, aí se manifesta o reino de Deus. Alguém já disse que o inferno é uma
confusão por ser um reino de muitas vontades. Mas, no reino de Deus, só há lugar para uma vontade: a do Rei.

Nesse reino invisível, Deus cumpre o seu querer. Seu governo cresce a cada dia. O reino avança nos corações, transforma vidas, famílias, instituições, nações, a própria história. E o pré-requisito para adentrarmos nesse reino é a completa submissão ao Rei. Não há atalhos. A radicalidade desse reino é tal que somos chamados a guardá-lo como o tesouro mais precioso de nossas vidas (Mt 13.44), e a buscá-lo em primeiro lugar, sobre todas as outras coisas (Mt 6.33). Vivemos tão-somente para que se estabeleça o governo de Deus.

Uma outra definição, de Stanley Jones, estadista missionário na Índia, aponta o reino como a “resposta total de Deus à necessidade total do homem”.

A compreensão dessa verdade é fundamental para compreendermos a grandeza da nossa missão. Somente a Igreja de Jesus é capaz de ministrar em relação às necessidades integrais do homem. Nenhum outro organismo ou instituição pode fazê-lo. Porque estamos aqui, vivendo e servindo a cada dia em nossas comunidades, deve haver mais do reino de Deus hoje do que havia ontem: “Para que se aumente o seu governo e venha paz sem fim…” (Is 9.7).

O reino de Deus, que é revelado na pessoa de Jesus Cristo, deve estar manifesto em cada aspecto da vida de um “cidadão” do reino. Na vida devocional, na comunhão, no trabalho, no mercado público, na escola, na universidade, no lazer, na família. Como o apóstolo Paulo escreveu a Tito: “todas as coisas são puras para os puros” (Tt 1.15); e, em outra ocasião, aos coríntios: “portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Co 10.31). O reino de Deus santifica o comum.

Mauricio Cunha e Beth A. Wood
no livro O Reino Entre Nós via

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (298) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (76) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (42) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (287) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações