Preste atenção nessa história de Lucas: "Um homem que estava no meio da multidão lhe falou: Mestre, ordena a meu irmão que reparta comigo a herança". 

Ele queria uma vida melhor de mais dinheiro. É provável que tivesse esse direito. A justiça estava talvez do seu lado. Note que o Senhor nem entra no debate de "quem está certo". 

"Mas Jesus lhe respondeu: Homem, quem me constituiu juiz ou partidor entre vós?" 

Pensei, na verdade, que Cristo era o juiz. Quem poderia ser mais qualificado? 

Jesus devia conhecer o coração dos dois irmãos e devia saber quem tinha razão. Aparentemente, seu plano de tornar esta vida justa era diferente. 

"Então, lhes recomendou [a toda multidão, deixando o homem abatido ainda indignado com seu problema]: Tende cuidado, e guardai-vos de qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância do que ele possui." 

Ele desviou-se completamente da questão da justiça. Não era da sua conta. Seria difícil imaginar uma advertência mais clara contra a vida no velho caminho: Não tenha o propósito de obter o que você quer da vida!!! Chamou isso de avareza. É o fundamento do antigo estilo de vida. A fim de destacar seu ponto, fez o que costumava, ofereceu uma história. 

Contou então esta parábola: "O campo de um homem rico produziu com abundância". 

Alguns indivíduos são abençoados. Conheço homens e mulheres piedosos que são ricos. Conheço homens e mulheres piedosos com ministérios eficazes, de longo alcance e muito honrados. As bênçãos são boas. Devemos gozá-las e utilizá-las bem. Mas, elas são perigosas. 

"E arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei, pois não tenho onde recolher os meus frutos". Ele nem sequer menciona a Deus. Tudo que tem em mente é gozar sua boa sorte e mantê-la. Quando o seu alvo é uma vida melhor, você se torna absolutamente egoísta. 

"E disse: Farei isto: destruirei os meus celeiros, reconstruí-los-ei maiores e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens. Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para mui­tos anos; descansa, come, bebe e regala-te!" 

Afinal de contas ele se esforçou, não seria justo colher os louros? A levou a B. E isso o agradou. O velho caminho é bastante satisfatório porém, não por muito tempo. 

"Mas Deus lhe disse: Louco!" Esperamos cumprimentos hoje. "Parabéns!" seria a atitude mais esperada. Trabalhamos duro, fomos diligentes na administração das riquezas e podemos gozar agora a vida melhor de bênçãos. Honramos as pessoas, inclusive nós mes­mos, cuja prioridade é realização e que foram bem-sucedidas. Deus chamou este homem de louco, e disse: "Esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?" Isto é o que vai acon­tecer, prometeu Jesus, com quem "entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus". 

Jesus passou então a advertir contra a ansiedade com a nossa vida nesta terra, o que vamos comer, como está o nosso corpo, se teremos capacidade para prover o que precisamos. Ele terminou este pensamento dizendo que nossos corações pertencem ao que mais damos valor. 

Vivemos para acumular coisas para nós mesmos ou para tornar-nos ricos para com Deus. Não é possível fazer ambas as coisas. Nin­guém pode viver segundo o antigo caminho e o novo ao mesmo tempo. Este homem acumulou bens. Nós buscamos satisfação, importância, uma comunidade à qual pertencer, segurança nos relacio­namentos, saúde emocional, boa reputação, honra e apreciação, uma alma autoprotegida, famílias felizes, a lista não tem fim. Muitos itens contidos nela não parecem egoístas. São bênçãos que Deus quer que tenhamos. Mas, nunca como nosso principal tesouro. 

Quando as bênçãos, mesmo as mais nobres, se tornam nosso tesouro maior, nós as acumulamos. Podemos parecer generosos e dadivosos, mas nunca sacrificamos o que mais importa. Os cristãos que acumulam tesouros além de Deus no celeiro das suas almas, não adoram a Deus e nem poderiam fazê-lo. Sua adoração central está dirigida para outro ponto. Viver segundo o antigo caminho nos torna insensatos e egoístas, não importa como os outros nos considerem. Esse é o ponto da parábola. 

Juliano Fabricio

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (298) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (76) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (42) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (287) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações