O lobo é quem não deixa você encontrar o Caminho
Há pelo menos três episódios que eu preciso compartilhar. Faz algum tempo, um amigo me pediu com voz chorosa que eu orasse por ele, pois havia terminado com seu namorado. Era a primeira vez que aquilo acontecia comigo. Quando estava respondendo que iria orar, ele mais que depressa disse: “Já sei, você vai dizer que é pecado”. Eu disse que iria orar para que a vontade de Deus acontecesse, mas que iria ficar tudo bem.

Em outra ocasião fui fazer um som numa igreja, aquilo que os evangélicos chamam de “ministrar o louvor” do culto. Nesse dia circulava na imprensa uma notícia favorecendo a causa homossexual (como tem que ser chamado agora?). Na saída, um rapaz que eu conhecia me perguntou se o pastor havia dito alguma coisa sobre a notícia. Eu olhei meio surpreso e respondi que não. Pelo que conversamos rapidamente, parece que ele queria que a igreja evangélica dissesse algo como: a partir de agora nós vamos acatar a decisão judicial e aceitar melhor a relação dos homossexuais. Como isso não aconteceu, ele ficou bem decepcionado.

A última foi uma pessoa que, após começar namorar outra do mesmo sexo, me excluiu de sua rede social e me evitou. Eu mandei uma mensagem dizendo que independente de qualquer coisa em sua vida, eu a amava do jeito que ela era e vivia. Talvez por achar que sou envolvido com teologia, pregações, reunião de grupos e essas coisas ligadas normalmente ao cristianismo, fosse rechaçá-la, ou algo assim. Não iria.

Sendo um homem negro, eu sei o que é preconceito. Eu sei o que é ouvir piadinhas. Eu sei o que é ser o único daquele tipo num recinto. E se tem uma coisa que nunca ninguém vai entender, é o que você sente. Então, não se ofenda muito com isso. Siga enfrente com sua personalidade.

Não é todo mundo que sabe receber alguém diferente. Há pouco tempo tentei encontrar um emprego para um amigo que é todo tatuado. Foi muito difícil. Já ouvi de uma garota que eu era legal e tudo, mas não era do mesmo “biotipo” dela. Lembro na época da faculdade, quando um amigo, que era gay, vinha me cumprimentar me abraçando e me dando um beijo no rosto, com aquela barba toda espetada (Rs). Nem todo mundo recebe de bom grado. Alguns estão torcendo o nariz agora.

Os religiosos vão encontrar na Bíblia textos para condenar qualquer pessoa. Pretos, tatuados, funkeiros, roqueiros, bêbados, fisiculturistas, dançarinas, nerds, ricos, pobres, gays, lésbicas e simpatizantes. Então, não se preocupe com isso, pois o próprio Jesus disse que “a letra mata”. Vai te matar se você ficar preocupado com o julgamento de alguma pessoa que esteja usando a Bíblia para isso.

Você tem uma fé e a direciona a Deus, conhecido através de Jesus. Continue com essa fé sem se preocupar com o “cristianismo” que te condena e te acusa. Acredite, Jesus não criou essa religião e tem muito mais haver contigo do que com essa elite “super santa” de religiosos que querem ver mais gente no inferno do que no seu “céuzinho particular”.

Talvez você pergunte: mas Wil, como eu tenho que viver? Continue se voltando para Ele, pois Jesus disse que o Espírito da verdade nos guiará a toda verdade” (João 16:13). Então, é o Espírito que vai te guiar, te orientar, dizer o que você precisa manter ou mudar, como Ele diz para qualquer um que o deseja.

Continue buscando a Deus. Em grupo ou sozinho. “Deus amou o mundo para TODO aquele que nele crê não pereça”. Todo. Entendeu? Então, não ouça as vozes que te condenam. O único que poderia te condenar, não o fez. Ele deu a própria vida para salvar a sua agora. Isso sem você depender de religião alguma.

O desafio para quem crê em Jesus, apesar desse cristianismo perverso que há séculos vem escravizando o povo, é arrancar de sua fé a roupagem dessa religião. Encontrar o Jesus que “deu, para aqueles que crêem no seu nome, o poder de serem chamados filhos de Deus” (João 1:12). Você não precisa de registro em cartório, em templos, ou outorgação de homem algum. A religião quer reter isso de você, mas não pode. A vida eterna é sua, sã e salva. Continue vivendo sua fé, pois você é amado por Deus.

W.Wil é culpado de ter escrito o romance:
“O Reino Perdido – A versão subversiva…”
BAIXE O LIVRO AQUI

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações