Porque a lei foi dada por Moisés;
a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. João 1:17

A graça vem sempre do mesmo jeito: livre de pagamento, sacrifícios, sem cordas amarradas, como oferta da casa. A graça é o melhor presente do cristianismo ao mundo. Infelizmente temos comercializado essa graça ou pior ainda, deixamos de proclama-la, pois criaríamos gente livre e inteligente. Isso dá trabalho! 

Eu "pego no pé" dos cristãos porque sou um deles, e não vejo motivos para fingir que somos melhores do que somos. Eu luto contra as garras da falta de graça em minha própria vida. Embora pecador, luto diariamente contra o orgulho, a inclinação para julgar e um sentimento de que, de alguma forma, devo obter a aprovação de Deus.

Essa luta e essa culpa revela um anseio pela graça.

Como habitantes de uma grande cidade que já não percebem mais o ar poluído, nós respiramos, inconscientes, a atmosfera da falta de graça. Já no pré-primário e no jardim de infância somos testados, avaliados e depois colocados em filas de "adiantados", "normais" ou "lentos". Dali em diante recebemos notas que indicam nossa capacidade na matemática, nas ciências, na leitura e também na "convivência" e na "cidadania". Os papéis dos testes voltam com os erros destacados. Tudo isso nos prepara para o mundo real com sua classificação constante, sem contar a competição entre igrejas e membros por um melhor lugar ao sol, ou ao céu, vai saber. 

E em meio a toda essa confusão viemos a conhecer um Deus que é, nas palavras do salmista,

"um Deus piedoso e benigno, tardio em irar-se, e de grande amor".

Enfim... A graça é de graça para pessoas que não merecem, e eu sou uma dessas pessoas. Lembro-me do como era ressentido, seriamente marcado pela ira, lembro-me de coisas endurecidas e sem graça aprendidas na família e na igreja. Agora estou tentando de minha própria e despretensiosa maneira tocar e desfrutar dessa graça.

Também espero, sinceramente, que a igreja se torne uma cultura nutridora dessa graça.

"Isso acontece com os filhos pródigos... a lembrança da casa de seu pai retorna.
Se o filho tivesse vivido de maneira econômica nunca teria tido a idéia de voltar."
Simone Weil

Juliano Fabricio – vivendo pela graça®

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (303) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (295) Arte (270) Atitude (559) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (164) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (491) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações