Fome intensa e miséria extrema afligiam a população de Samaria desde que a cidade fora sitiada pelo exército sírio. Devido ao cerco, todo suprimento de alimento estava cortado. Situação desesperadora: fome dentro da cidade, morte pelas mãos dos sírios em qualquer tentativa de fuga. Só pensaria em sair da cidade quem não tinha nada a perder, quem já não tinha expectativa alguma quanto à vida. E haviam quatro homens, junto à porta da cidade, exatamente nessa condição.

Quatro leprosos, homens que sofriam o desprezo e a rejeição, em meio à fome, concluíram: 

“Por que ficar aqui esperando a morte? Se resolvermos entrar na cidade, morreremos de fome, mas se ficarmos aqui, também morreremos. Vamos, pois, ao acampamento para nos render. Se eles nos pouparem, viveremos; se nos matarem, morreremos” (II Rs. 7:3,4).

Ao anoitecer, entraram no acampamento inimigo, e se surpreenderam com o que viram, ou melhor, com o que não viram: os sírios. O acampamento estava completamente abandonado. Devido a uma intervenção milagrosa, os inimigos fugiram, deixando o acampamento intacto. Já não havia mais cerco, e a cidade ainda não sabia disso. Aqueles leprosos encontraram muito mais do que poderiam sonhar. Comeram, beberam, se fartaram, mas em certo momento pensaram: “Não estamos agindo certo. Este é um dia de boas notícias, e não podemos ficar calados” (II Rs. 7:9). Então foi anunciada à casa do rei que finalmente o cerco havia terminado. A melhor notícia que Samaria poderia ouvir chegou por meio de quatro homens desprezados e rejeitados.

Parece que esse história pré-anunciou aquilo que seria dito por Paulo: 

“Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são” (I Co. 1:27,28).

A melhor notícia que o mundo precisa ouvir está com aqueles que tiveram um encontro com Cristo. O mundo precisa ouvir a mensagem do Evangelho! E a nós foi confiado o dever de proclamá-lo. Talvez não vejam valor em nós, nos desprezem, nos rejeitem. Podem até mesmo nos considerar loucos. Mas ainda assim, temos a mensagem mais preciosa, o maior tesouro. Comemos do pão da vida, que nos sacia plenamente. Bebemos da água que não nos deixa mais ter sede. Passamos da morte para a vida. Encontramos a Cristo!

Portanto, tendo encontrado tamanha riqueza, só podemos dizer como os apóstolos: “Não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos” (At. 4:20).

Juliano Fabricio via: conexaoeclesia

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações