Este texto é fruto de algumas twitadas indignadas… O meu querido amigo Pedro Angella, do nobarquinho.com, teve o cuidado de compilar algumas delas num unico texto e por fim eu tentei, minimamente, organiza-las a fim de que fizessem pelo menos, um pouco de sentido.

Imagine só, se de repente, essa briga entre os Gays e Crentes não fosse mais vantajosa nem para os líderes “cristãos” ou para os lideres LGBTs, porque você já se ligou que o objetivo já não é mais a preservar a célula-mãe da sociedade contemporânea, a saber, família tradicional ou o direito aos homossexuais de também constituírem uma família com seus companheiros(as) com o casamento igualitário.

É meio óbvio que tanto a massa LGBT quanto a massa evangélica quer seus direitos; mas os líderes, em sua maioria não têm interesses tão nobres assim… Veja o ex-bigode e atual pregador da prosperidade, Sr. Silas Malafaia, por exemplo, que já está indo em encontros com pré-candidatos e declarando que partido X ou Y estão, segundo ele, “fazendo de tudo para acabar com a família” e divulgando a cada 5 minutos no twitter textos de repórteres com posicionamento político bem evidente… Porra! Você acredita MESMO que o objetivo dele é a FAMÍLIA e não interesses eleitoreiros?!

Não se iludam, crentes e/ou gays… Todos nós estamos sendo manipulados. Todos os dias.

Se gays vão para o inferno por serem gays, eu me pergunto: e os líderes evangélicos que manipulam pessoas utilizando o texto bíblico de maneira completamente leviana com o objetivo de se beneficiar, conseguindo prestigio com poderosos, ou mesmo conseguindo DINHEIRO para somar às suas fortunas, já estabelecidas? Não acredito nem um pouco na sinceridade do Dep. Marco Feliciano, entretanto, creio que também tem muito (não posso afirmar categoricamente) líder LGBT fazendo a mesma coisa que ele. Manipulando uma massa desorientada, que anseia por um líder, por um ícone, por alguém que seja o messias de sua causa, alguém que lhes represente e uma massa de desorientados, está disputa a se destruir por seus lideres, ir até as últimasconsequências, por ideais, que às vezes, nem sabem exatamente em que mudará as suas vidas.

Mas vou me focar um pouco, portanto, vamos dividir o mundo em dois grupos: os CRISTÃOS (Reconhecem Jesus como Deus e usam a bíblia como referencia fundamental para isso) e os NÃO-CRISTÃOS (não reconhecem Jesus como Deus e nem a autoridade da bíblia). Enquanto CRISTÃO que sou, minha crítica SEMPRE será aos CRISTÃOS que, segundo minha avaliação, vão contra a as atitudes de Cristo e também, contra qualquer um, CRISTÃO ou NÃO-CRISTÃOS, quando atuam de alguma forma, contra a vida, seja como for. Portanto, oque tenho a dizer é que: NÃO-CRISTÃOS não tem obrigatoriedade nenhuma em obedecer mandamentos bíblicos, partindo do princípio que a conversão é uma atitude de AMOR e, como bem podemos observar, ninguém pode ser obrigado a amar ou obrigar alguém a amá-lo ao contrário dos cristãos, que na minha opinião, tem a OBRIGAÇÃO de se portarem como Cristo e lutar pelos valores que ele lutou, na medida da nossa limitação, é claro, e isso sim, é converter-se!

Por mais que a bíblia tenha influenciado as nossas leis e a nossa “ética”, os LGBTs não tem obrigação nenhuma em obedecer a Bíblia como um livro de regras. Já, quanto a CRISTÃOS, temos a OBRIGAÇÃO de cobrar, uns aos outros, atitudes baseadas nos evangelhos (em especial aos evangélicos).

No mais, assim como não acho que os GAYS BABACAS são BABACAS por serem GAY ou seja, a homossexualidade não é causa da babaquice de alguns gays, não sou contra o FELICIANO atuar na CDH simplesmente por ele ser cristão, alias, muito pelo contrário, se houvesse um cristão lá na Comissão de Direitos Humanos com histórico de luta pelos Direitos Humanos, eu ficaria com lágrimas nos olhos de emoção. Se Marina Silva tivesse sido eleita presidentada republica, eu ficaria muito orgulhoso se ela governasse de maneira justa, para TODOS, não só para os CRENTES e seria, enquanto cristão, um fiscal e critico nas decisões dela em desacordo com a biblia. Assim, seja GAY ou CRENTE, não me importa em se tratando de cargos PUBLICOS, mas sim na competência do cidadão e histórico de vida. Poderia ser crente, ateu, gay, hetero, umbandista, kardecista, tanto faz! Desde que fosse competente e tivesse um bom curriculum! E é claro, se um CRISTÃO tomasse o poder, fosse competente, tivesse um bom curriculum e fizesse um bom trabalho, eu sentiria muito orgulho, assim como os LGBTs tem orgulho do Jean Willys.

Portanto, o nosso maior problema (enquanto evangélicos) não é evitar o casamento igualitário e sim a RESTAURAÇÃO de uma identidade CRISTÃ. Uma identidade cristã que vai ser superior a qualquer debate periférico das tantas culturas cristãs estabelecidas pelo costume. Não precisamos lutar contra quem não crê em Deus, mas lutar contra quem engana em nome de um deus, alegando ser o nosso DEUS e nos IDENTIFICAR como cristãos ao mundo; não por palavras corporativistas que busquem apenas beneficios para a igreja mas por atitudes de JUSTIÇA e AMOR indiscriminadas.

Não sou gay, não sou um ativista pró-LGBTs, nem nada assim… Mas enquanto cada gay e lésbica não enxergar CRISTO nos cristãos, tenho certeza que estamos fazendo algo errado. Enquanto a VIDA do trono de Deus não fluir através das nossas vidas em direção aos LGBTs, não podemos nos considerar O CORPO DE CRISTO. Sejam gays, ateus, umbandistas, enfim, TODOS precisam ver que o nosso Deus não é o carrasco que alguns evangélicos têm se tornado quando tem a possibilidade de oprimir, quando tem nas mãos, algum poder.

Só sei que, quanto a mim, só quero, na medida do possível, ser os braços de Jesus para abraçar quem está solitário. Queria ser os ouvidos de Cristo, para ouvir o choro de quem sofre. Queria poder abraçar um amigo gay, e desejar TUDO DE BOM na vida deles, a ponto de ele ACREDITAR que eu sou sincero… Enfim, queria ser alguém com quem Deus pudesse contar.

E mesmo que meus amigos LGBT saibam que eu considero isso um pecado, que eles possam contar comigo, como amigo, irmão e pastor, apenas isso e se eles vão deixar de ser gay ou não, cabe ao Espírito Santo, e não a mim, tratar o coração de cada um…

Se os gays vão para o inferno ou para o céu? Não sei… Se dependesse de mim, ninguém ficaria de fora… Mas não depende de mim, nem das minhas atitudes nem das atitudes deles… Mas do fundo do meu coração, espero encontra-los todos por lá

ps.: Acho, sim, que muitos LGBTs são babacas, arrogantes e usam argumentos de merda, mas tambem acredito que não é a HOMOSSEXUALIDADE que os torna assim. Essa “Jihad” (mil aspas) não é minha, porque CRENTES e GAYS são seres humanos; e estou do lado deles e da vida! Nenhum partidarismo me compra!

Postado originalmente em crentassos

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações