A Bíblia fala de uma grande rebelião. Um dos três seres mais poderosos criados por Deus se rebelou contra o Todo-Poderoso. Era um ser cheio de glória (Ez 28.13-19), mas se deixou dominar pela iniquidade e afrontou o Eterno. Quis subir ao monte da congregação, lugar espiritual da Trindade, e ser semelhante ao Altíssimo (Is 14.13-15). 

De todas as criaturas de Deus, somente a raça humana tem o privilégio de ser semelhante ao Altíssimo (Gn 1.26). Somente a humanidade tem presença na Trindade: Jesus Cristo, verdadeiramente Deus e verdadeiramente homem (Ap 22.1). De fato, nenhum anjo jamais ouviu o que foi dito a Jesus Cristo, porque os anjos são seres usados por Deus para abençoar a humanidade (Hb 1.13,14). 

Será, então, que esse ser soube disso e se recusou a ser um prestador de serviço para a humanidade, por saber que o ser humano teria a glória que ele (o ser caído) tanto almejava e, por isso, rebelou-se contra o Criador, não aceitando o papel que lhe estava designado no reino de Deus?

Quando o adversário de nossa alma nos atraiu para a sua rebelião (Gn 3.1; Ap 12.9), juntamente com os outros seres que o seguiram (Ap 12.4), não estava tentando construir um reino paralelo ao de Deus, uma vez que nada nem ninguém podem sobreviver sem a permissão e o sustento vital de Deus. Antes, estava tentando provocar o juízo de Deus que destruiria tudo e todos. Era um ato suicida, do tipo: “Já que não posso ter ou ser o que quero, então que ninguém consiga ser ou ter o que deseja”. Esse plano, no entanto, foi frustrado pela presciência de Deus que, antes de dizer: “Haja luz”, disse: “Haja cruz”, sabendo que, se não dissesse a segunda frase, não poderia dizer a primeira (Cf.1Pe 1.18-20).

Por isso, a queda não foi um simples ato da vontade que traria a emancipação da humanidade. A queda foi uma tomada de partido. Uma escolha pela rebelião. Por tudo isso, pecar é mais do que uma falha moral, ou titubeio diante da fraqueza, ou mera quebra da lei. Pecar é tomar partido do rebelde. 

A ira de Deus é plenamente justificada (Jo 3.36). A raça humana se uniu à rebelião apoiando, assim, o ato de afronta ao Senhor Deus. Ainda bem que a ira divina foi mediada pelo amor demonstrado na cruz do Calvário.

A proclamação do reino de Deus — uma realidade na qual somente a vontade de Deus é feita (Mt 4.17) — nos adverte o seguinte: toda e qualquer rebelião vai ter fim. Deus não vai mais tolerar a insurreição. E exige, como fruto da oportunidade que nos é concedida, que todos, em todos os lugares, arrependam-se. Isto é, abandonem a rebelião e se submetam ao reinado de Deus. E essa oportunidade é oferecida na história antes que a história tenha fim. A história como a conhecemos.

Evangelizar é levar esse ultimato, que nada mais é do que fruto do amor de Deus, que retardou o juízo e, à custa de si mesmo, providenciou uma possibilidade de arrependimento, de volta, para a humanidade.

Os filhos de Deus são os que, por meio de Jesus Cristo, romperam com a rebelião, voltando, de joelhos, para o Pai, reconhecendo que o Universo é fruto do amor divino e que qualquer coisa fora da vontade de Deus é disfuncional. Por isso, a oração dos filhos de Deus é para que venha o seu reino e só a sua vontade seja feita. E para que o Pai lhes dê força, para que não cedam às pressões do inimigo, para que rejeitem a rebelião (“não nos deixes cair em tentação”) e para que não haja entre eles e o maligno nenhum ponto de contato (“livra-nos do mal”).

A ação salvadora de Cristo, mais do que um ato de libertação, é um ato de reordenação do Universo: repondo as coisas nos seus devidos lugares, segundo os desígnios do Criador, e tendo Cristo como o grande centro orbital de todas as coisas (Ef 1.10).


0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (298) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (76) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (42) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (287) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações