Jesus também conheceu a rejeição. 

Mais do que isso, a vida de Jesus foi marcada pela rejeição. Seus vizinhos o expulsaram da cidade, sua família questionou sua sanidade, seus amigos mais próximos o traíram e seus compatriotas trocaram sua vida pela de um criminoso comum. Durante todo o seu ministério, Jesus propositadamente andou entre os pobres e os rejeitados. Tocou os leprosos, comeu com os impuros, perdoou ladrões, adúlteros e prostitutas.

Foi apresentado como servo Sofredor por Isaías

"Desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer; e, como um de quem os homens escondem o rosto, era desprezado" (53:3). 

Certamente esse Jesus, mais do que ninguém, pode entender a rejeição que muitos possam estar sofrendo nesse exato momento.

Conforme está escancarado nos evangelhos, notei um padrão tão consistente que quase podia ser reduzido a uma fórmula matemática: 

Quanto mais ímpia, imoral e indesejável era a pessoa, mais ela se sentia atraída a Jesus. 

Quanto mais justa, segura de si e desejável, mais ela se sentia ameaçada por Jesus. 

É praticamente o oposto do que a maioria das pessoas faz. Os cristãos evangélicos se apegam ao ideal de um cidadão equilibrado e sólido, que crê nos valores familiares e se relaciona com o "tipo certo" de pessoas. 

Considere as pessoas que eram vistas com Jesus: uma prostituta, um homem com lepra, um proscrito moral, um centurião romano, uma mulher mestiça com cinco divórcios no currículo. Enquanto isso, os fariseus - homens corretos, que estudavam as Escrituras e obedeciam rigorosamente à Lei -, a elite governante, os pilares da sociedade, todos eles viam Jesus como uma ameaça.

Fica um alerta para os cristãos evangélicos em nossos dias:

... assegurem-se assim que, como disse Paulo: "ninguém se glorie"

Pois essa glória toda acaba afastando as pessoas a quem a mensagem de Jesus foi dirigida: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei", disse Ele (Mt 11:28). Não consigo encontrar qualquer incentivo ao sucesso, gloria ou à superioridade nesse convite de Jesus. A graça, assim como a água, corre para as partes mais baixas.

Ps: Jesus contou histórias sobre ovelhas perdidas e um filho pródigo, sobre banquetes bizarros dos quais somente os pobres e os doentes participariam.

Fica a pergunta
Você se sente atraido ou ameaçado por ELE?

Juliano Fabricio
Agora, em Jesus, encontro alguém
 cuja mensagem concentra-se nos rejeitados.

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações