Simon Tugwell afirma: 
Uma das maneiras mais eficazes de não sermos felizes 
é insistir em sermos felizes a qualquer custo.

Em uma espiritualidade desequilibrada, o que fica em primeiro plano é o moralismo. Logo de início apresenta-se uma ideia distorcida do relacionamento entre Deus e os seres humanos. Com os país a criança aprende que existe uma divindade que desaprova a desobediência, as brigas entre irmãos e as mentiras. Quando vai para a escola, essa criança percebe que Deus está do lado de professores com suas exigências meticulosas. Na igreja, aprende que Deus tem outro conjunto de prioridades: aprende que ele não gosta da falta de crescimento numérico da congregação, da frequência irregular dos membros e das exigências financeiras que não estão sendo atendidas. 

Ao chegar ao ensino médio, ela descobre que Deus também está preocupado com a obsessão por sexo, com a bebida e com as drogas. Depois de vários anos de doutrinamento cristão em casa, na escola e na igreja, a criança, agora adolescente, percebe com tristeza que Deus foi usado como ameaça por todos os que se responsabilizaram por sua disciplina, a exemplo do papai e da mamãe que, já sem saber como lidar com as travessuras de uma criança, acabam fazendo referências ao inferno ou a um castigo eterno. Por meio de um doutrinamento ignorante como esse, Deus acaba sendo associado ao medo na maioria dos jovens corações. 

O moralismo e seu filho adotivo, o legalismo, pervertem o caráter da vida cristã. Já antes da faculdade os jovens abandonam Deus, igreja e religião. Se perseveram na prática da religião, a necessidade que têm de apaziguar um Deus arbitrário transforma o culto de domingo numa apólice de seguro marcada por superstição e destinada a proteger o crente contra os caprichos de Deus. Quando o fracasso inevitável chega na vida das pessoas feridas, elas disparam um mecanismo de negação para se proteger do castigo. A imagem perfeita precisa ser preservada a qualquer preço. 

Nós também nos esforçamos muito por proteger nossa imagem coletiva. Conheço um jovem que depois de confessar à liderança que tinha problemas com pornografia, recebeu sua carta de afastamento no mesmo dia. [Ps: a igreja deveria ser o lugar mais seguro para se errar. Pense nisso!]

Com toda a clareza, o Deus da nossa imaginação não é digno de confiança, adoração, louvor, reverência ou gratidão. E assim, se não estamos dispostos a lidar com a questão da transcendência, esta é a única divindade que conhecemos. 

A perda da transcendência tem deixado um rastro de cristãos desconfiados, cínicos e revoltados contra um Deus dado a caprichos e uma porção de bibliólatras arrogantes que alegam saber exatamente o que Deus pensa e planeja fazer.

*A distância de Deus precisa ser compensada por sua proximidade. Essa definição errada de um DEUS transcendente coloca-o fora do nosso mundo e da nossa vida. Ele fica lá distante, indiferente em sua majestade infinita. Imanência não é o contrário de transcendência, mas seu correlato; imanência e transcendência são dois lados da mesma moeda, duas faces da mesma realidade divina. Transcendência significa que Deus não pode ser limitado ao mundo; ele não é isto ou aquilo, nem está aqui ou ali. Imanência, porém, significa que Deus está integralmente envolvido conosco "e, sendo o mistério mais profundo, vive em tudo que existe", está aqui com o mistério de sua proximidade. Desconsiderar a imanência de Deus nos priva de todo senso íntimo de pertencer, ao passo que, se não olharmos para sua transcendência, estaremos negando a Deus sua divindade. Acho que precisamos entender isso para prosseguir nessa jornada vez ou outra, conturbada. [Conceito interessante que encontrei em um livro do Brennan Manning]

Juliano Fabricio
Só falo do que sei...

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações