...vamos até a noite em que Jesus foi traído. 

Rodeado por seus discípulos, fazendo sua ultima refeição, ele repartiu o pão e o vinho, dizendo que esses alimentos comuns eram seu corpo e seu sangue, e que sempre que se reunissem e se alimentassem de pão e vinho, teriam uma experiência da nova vida que Jesus lhes dava por meio de sua vida, morte e ressurreição. 

Ao fazer isso, Jesus estava tratando o pão e o vinho comuns como sagrados, pois, para ele, todo pão e todo vinho são sagrados.

E todo pão e todo vinho são sagrados porque, pare ele, tudo na vida é sagrado, incluindo todos os relacionamentos, acontecimentos, tarefas, conversas, trabalhos, palavras e, é claro, trabalhos, por mais comuns que eles pareçam.

Alguns sábios da antiguidade disseram que quando Moisés encontrou a sarça ardente, ele não descalçou as sandálias porque o solo se tornou santo de repente; ele descalçou as sandálias porque descobriu que a terra era santa o tempo todo.

Nós estamos em solo sagrado onde quer que estejamos, e Jesus veio para nos ensinar que o mundo inteiro é o templo porque nós somos templos, que tudo na vida é espiritual, todo espaço é sagrado e todo solo é santo. Ele veio para ampliar nossa percepção e iluminar nossos olhos para enxergarmos o que nos rodeia de nova forma. E agora estamos começando a ver.

Os templos, os cultos religiosos e a adoração continuam a ter seu lugar e sua importância em nossas vidas, mas no mesmo patamar que as mães, os comerciantes, os garis, os advogados, os bombeiros, os arrumadores de prateleiras de supermercados, os professores, os cobradores de ônibus, os agricultores, os designers, os atendentes de bar e todos que se reúnem em torno de uma mesa com pão e vinho para celebrar a passagem de Jesus por este mundo enquanto recordam que todas as vidas têm relevância, que todo trabalho é santo, que todos os momentos são sagrados e que todos os encontros entre pessoas são divinos.

Para Jesus,

Nunca é apenas um emprego,

uma conversa nunca é apenas uma troca de palavras,

uma refeição nunca é apenas a ingestão de comida,

porque

nunca é apenas

pão 

e nunca é apenas

vinho.

Jesus não dividia o mundo entre profano e sagrado; ele nos deu olhos para enxergar o sagrado no que é comum. Ele veio para nos ajudar a ver o mundo como ele realmente é: todas as coisas têm importância, estão interligadas e se dirigem para algum lugar.

Juliano Fabricio
Em: coisas que deveríamos
saber e ter coragem de viver!!!

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (304) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (296) Arte (270) Atitude (561) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (165) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (492) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações