Há quem acredite que o mundo “se encherá do conhecimento da glória do Senhor” quando todas as pessoas se tornarem religiosas, e quando a religião ocupar cada espaço da vida.

Dessa compreensão surge um tipo de Cristianismo, baseado em

lugares sagrados
objetos sagrados
dias sagrados
atividades sagradas
pessoas sagradas
discursos sagrados

e a irritante necessidade de pronunciar o nome de Deus em relação a tudo, como também e principalmente de ordenar a vida a partir de dogmas, ritos e tabus.

Nesse tipo de Cristianismo, o espaço religioso é delimitado, separado do espaço secular, o que parece razoável. O problema é que confunde-se espaço religioso com espaço sagrado – onde tudo é bom e aprovado por Deus, e espaço secular com espaço profano e tenebroso, onde tudo é mal e inspirado pelo diabo.

Outro problema é que esse tipo de Cristianismo transforma a experiência do sagrado em espetáculo, dando ao Espírito Santo dia, hora, local, atores e script para se manifestar. E não faltam espertalhões e abusadores para se locupletarem desse tipo de vivência religiosa.

Mas a Bíblia Sagrada aponta para um tempo quando os seus filhos seriam “uma carta de Cristo, escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de corações humanos”. Nesse dia, Deus não seria mais adorado em ritos e templos, mas no coração, em espírito e em verdade.

Dessa compreensão surge outro tipo de Cristianismo, baseado na identificação com o Cristo morto e ressurreto, e sua dinâmica irreprimível e irreversível: homens e mulheres que morrem com Cristo e ressuscitam com ele ininterruptamente, de modo que a própria presença gloriosa de Deus vai ganhando espaço no mundo independentemente dos limites estabelecidos pelas categorias religiosas, numa divina kenósis que não tem fim, e a partir da qual Deus se mistura na terra como o sal, ilumina o mundo desde o monte onde suas cidades estão edificadas, e aos poucos leveda toda a massa.

Jamais passou pela cabeça de Jesus de Nazaré um mundo impregnado de religião, onde os símbolos do sagrado – meios – fossem confundidos e tomados como fins. Jesus falava de sal, luz e fermento, realidades que afetam o ambiente onde estão imiscuídas sem contudo chamar a atenção para si mesmas. Ninguém come bolo de fermento. Para aproveitar o dia ensolarado é tolice ficar olhando para o sol. E a comida salgada é intragável.

O fermento faz crescer a massa com chocolate, o sol ilumina o dia para quem deseja a vida, e o sal realça o sabor dos alimentos. As metáforas são óbvias: a espiritualidade cristã é supra religiosa, pois uma vez esvaziado e encarnado no seu Cristo, Deus extrapola os limites do culto-clero-domingo-templo e ganha as ruas. Na cruz de Cristo e sua ressurreição, o véu do templo se rasga e a glória de Deus vaza para a vida, deixando para traz as estreitas bitolas das estruturas religiosas.

Desde então, como bem disse meu amigo Paulo Brabo,

  “Deus não quer servos oficiais como sacerdotes e levitas, quer somente amigos como o bom samaritano”.

Facebook do Ed René Kivitz

0 Comentários - AQUI:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentem pelo Facebook

Paninho do AMOR

Click e Confiram D+

Segue ai...

Curta no Facebook

Amigos do Blog

Postagens populares

Twittes

Google+ Followers

Blog que escrevo

Pesquisar este blog

Siga-me por Email

Marcadores

@provérbios (27) #pronto falei (303) #Provocações (283) #Word (55) Administração (58) Amor (295) Arte (270) Atitude (559) Bíblia (99) Boas notícias (118) Contra Cultura (164) cristianismo inteligente (546) Curiosidade (106) Dicas (49) Estudo (83) Familia (74) Fundamentos (313) GRAÇA (140) humor (87) Igreja (144) imagem que vale post (33) Juventude (61) Livros (17) Masculinidade (41) Missão integral (103) modelos (171) Nooma (8) Opinião (313) Oração (38) Polêmica (94) Politica (53) Protesto (138) Questionamentos (491) Recomendo (131) Relacionamento (285) relevante (335) Religião (69) Solidariedade (58) Teologia (169) Videos (386)

Blog Arquivos

Minha lista de blogs

Juliano Fabricio Ferreira. Tecnologia do Blogger.

Visão Mundial - Conheça

Visitantes

Contato:

Juliano Fabricio Ferreira

jucafe2@yahoo.com.br

Uberlândia - MG - 34 99149-5443

Networkedblogs - Siga

Recomendações